Último ano da faculdade, e agora José?

Parece que foi ontem que você deu início aos estudos no Ensino Superior, não é mesmo? Mas já está começando o seu último ano de formação…

São tantas emoções e incertezas: O que vou fazer depois de formado? Será que vou conseguir logo um emprego? Será que estudo para concurso? Será que faço logo uma pós graduação? Será, será, será?

Entenda que todas as decisões na vida tem um preço a ser pago. Quando você decidiu fazer faculdade, você tinha um sonho e por isso pagou o preço de passar mais de 4 anos estudando.

E agora, está disposto a pagar o preço para entrar no mercado de trabalho?

 

É muito mais fácil desistir, não é mesmo? Mas saiba que permanecer nessa zona de conforto onde estar, pode pagar um preço ainda maior.

Mas será que essa zona de conforto é mesmo confortável? É confortável perceber alguns colegas estagiando com a possibilidade de ser efetivado e você não? É confortável perceber alguns colegas com planos bem definidos e você não?

 

Quero te fazer mais 2 perguntas:

  1. Quando você se formar e começar a trabalhar, o que você perde?
  2. E se você continuar onde está, nessa zona de conforto, e não começar a ganhar dinheiro, o que você ganha?

O que quero dizer com isso é que muitas vezes você sabe o que precisa fazer mas não faz. E porque isso acontece? Por inúmeros motivos, conscientes e inconscientes. É por isso, que está sempre procrastinando, deixando sempre para depois e acaba não fazendo.

Uma vez, conversando com um grande empresário, perguntei para ele, qual era o segredo do sucesso dele. Ele disse o seguinte: “o Segredo é fazer o que eu tenho que fazer, e não o que eu quero fazer”.

Essa frase parece confusa, mas vou explicar… Quando fazemos o que tem que ser feito, não envolve emoções e sim a razão. E quando se fala em ganhar dinheiro, tem que deixar as emoções de lado e usar mais a razão.

Exemplificando:

O que tem que ser feito  x  O que quero fazer

O que tem que ser feito:

Estudar para melhorar meu currículo; criar um cronograma de estudo para concurso e estudar; Ver a namorada(o) apenas no final de semana; procurar estágio, mesmo que seja voluntário, etc  

O que quero fazer:

Dormir tarde e acordar tarde; Assistir seriado,  ver o namorada(o) todos os dias; passear nas redes sociais etc.

Agora imagina que você comece a fazer o que tem que ser feito a partir de agora. Que resultados você terá no final da semana? No final do mês? No final do ano?

Que preço precisa ser pago, para que no final você tenha o resultado esperado?

 

Se cuida!

Uma excelente semana de ação para você!

Caso deseje conhecer um pouco do meu trabalho como Coach e Mentor, entre em contato para agendar um bate papo comigo.